Papa Francisco diz que abrigos de idosos devem ser casas e não prisões

1 92

Durante discurso para cerca de 40 mil idosos na Praça de São Pedro, no Vaticano, o papa Francisco disse neste domingo (28) que nem todos os avôs e avós têm uma família pronta para acolhê-los e, nesse caso, os abrigos e institutos para idosos são bem-vindos, desde que sejam “realmente casas e não “prisões”. “Não podem existir centros onde os anciãos vivam esquecidos e escondidos”, afirmou. O papa também ressaltou que os lares precisam ser realmente para os idosos e não para os interesses de alguém. “As residências devem ser pulmões da humanidade em um país, bairro ou em uma paróquia. Devem ser santuários de humanidade onde quem é velho e débil é cuidado como um irmão mais velho”, acrescentou. No Brasil, há vários casos de denúncias contra casas de acolhimento de idosos. De acordo com o Censo Suas (Sistema Único da Assistência Social), existiam em 2013, em todo o país, 1.167 instituições de acolhimento cadastradas, que recebiam 44.416 pessoas idosas. De acordo com o Suas, cabe aos estados o acompanhamento do desenvolvimento da gestão do sistema e, consequentemente, os serviços socioassistenciais aos municípios. Informações da Agência Brasil.

  1. Juliana Silva Freitas Rodrigues Diz

    Olà estou procurando minha mãe que desapareceu em 2002 de um azilo em Vitória d Conquista,ela tinha depressão e na época estava com 48 anos o nome dela é Jandira Correia Silva se ela realmente fugiu do albergue Nosso Lar como eles disseram, onde ela morava por invalidez, ela pode ter andado até outras cidades e ter sido acolhida em outro azilo. Por favor preciso de ajuda, ñ tenho fotos de quando ela desapareceu.ela é branca, alta tipo 1,72m e cabelos grisalhos e olhos castanhos e tem ou tinha o habito de ficar comm os braços crusados segurando os ombros como se estivesse sse abraçando. Se alguem poder me ajudar envie email.
    Obrigada!!!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Complete a matemática para poder acessar *