Municípios terão novas unidades hospitalares e mais investimento em leitos

0 95

Uma Nova Política de Hospitais de Pequeno Porte foi apresentada pelo Governo do Estado da Bahia, na última quarta-feira (12/6), no Centro de Convenções, em Salvador, durante o seminário de ‘Articulação Interfederativa no SUS’, organizado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). O objetivo desta política é ampliar o número de municípios com unidades hospitalares de 46 para 200.

Municípios com até 30 mil habitantes serão beneficiados com as novas unidades, que terão a competência de realizar em 24h o primeiro atendimento às urgências clínicas, pediátricas, obstétricas, psiquiátricas, mantendo leitos de observação. “É um passo importante que o SUS dá hoje, com essa política de descentralização da Saúde da capital para o interior do estado”, reforçou a presidenta da UPB e prefeita de Cardeal da Silva, Maria Quitéria, ao afirmar que a Saúde na Bahia tem alcançado melhorias significativas, demonstrando a sensibilidade do governo Wagner e da Sesab.

De acordo com o secretário de Saúde, Jorge Solla, os pequenos hospitais municipais com até 30 leitos e que recebem mensalmente, do governo federal, R$ 1.473 por leito, passarão a receber R$ 3 mil, com a complementação de recursos do Estado. “É um projeto estratégico de resolução da qualidade da Saúde Básica”, informou o secretário.

A partir da política estadual para hospitais de pequeno porte, 200 municípios passam a realizar parto normal promovendo uma mudança de perfil assistencial e aumentando a capacidade de assistência. “Só foi possível inovar porque encontramos sensibilidade dos secretários e dos prefeitos nos municípios”, destacou o governador Jaques Wagner, que colocou a Saúde entre as prioridades do seu governo por acreditar ser que “o SUS é a maior conquista do povo brasileiro”, disse durante o evento.

Durante a solenidade foi apresentado ainda o sistema de Telessaúde, do governo federal, que será implantado em 100% dos municípios baianos, para teleconsulta, segunda opinião e capacitação de profissionais da área no interior, por meio do Ensino a Distância (EAD). O seminário, que começou na terça (11) e terminou na quarta com a cerimônia de apresentação da política, reuniu secretários de saúde da maioria dos municípios baianos.

Fonte: UPB

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Complete a matemática para poder acessar *