Mais Médicos não prioriza municípios do Nordeste

0 81

Dados obtidos pelo jornal Folha de S. Paulo apontam que 1.660 municípios do Brasil – 539 do Sul e outros 446 do Nordeste – receberam apenas um novo médico do programa “Mais Médicos”. Segundo o levantamento com base na Lei de Acesso à Informação, o esforço do governo federal para distribuir ao menos um profissional do Mais Médicos a todas as prefeituras que fizeram essa solicitação manteve no sufoco municípios onde a carência está acima da média nacional. As regiões Norte e Nordeste que, antes do programa, tinham 2,21 postos médicos ocupados para cada mil habitantes, quase a metade dos 4,08 de Sul e Sudeste, segundo pesquisa Demografia Médica no Brasil, não tiveram prioridade para receber profissionais, segundo o jornal. O programa, lançado em 2013 e uma das principais bandeiras da campanha à reeleição da presidente, está espalhado por 3.780 municípios, com 14 mil médicos, sendo 79% deles cubanos. Há cidades que pediram quatro médicos, por exemplo, mas só receberam um, como Barcarena (PA), com 112 mil habitantes, Aurora (CE), 24 mil, e Croatá (CE), 17 mil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Complete a matemática para poder acessar *