Gasolina pode subir mais 6% até o fim do ano, afirma ministro

0 96

Os preços da gasolina no atacado no Brasil podem subir 6% quando o governo decidir alinhar os preços domésticos ao mercado internacional para elevar as receitas da Petrobras, disse nesta quarta-feira (9) o ministro de Minas e Energia Edison Lobão. A Petrobras, cujos preços estão defasados, pediu um aumento total de 13% em 2013. O governo elevou em 7% este ano. Perguntado se a próxima alta atenderá à demanda da estatal, Lobão afirmou: “Sim, a diferença é de 6%”. O ministro reafirmou que o governo ainda não decidiu sobre uma data para o reajuste. Segundo especialistas, os preços da gasolina na refinaria ou no atacado estão 25% abaixo do preços internacionais. A Petrobras importa atualmente mais combustíveis devido à crescente demanda no mercado interno e às limitações de sua capacidade de refino. Com informações do Jornal O Globo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Complete a matemática para poder acessar *