Prefeitura de Maraú derruba cercas irregulares em terrenos públicos em Taipu de Fora

0 110

Uma ação integrada entre as secretarias de Turismo, Infraestrutura, Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura de Maraú com o apoio da Polícia Militar (PM) e a Polícia Civil foi realizada mais uma operação com o objetivo de retirar cercas de invasores de áreas da prefeitura durante todo o dia desta terça-feira (31) em Taipu de Fora.

Durante todo dia, homens da prefeitura com o apoio das polícias civil e militar derrubaram cercas que invadiram áreas da prefeitura. Sem distinção de pobre ou rico, os fiscais retiram cercas colocadas pelos invasores. Após a desocupação, serão agendadas fiscalizações de vigilância com o objetivo de detectar qualquer movimento de tentativa de ocupação do terreno. A intenção é retirar as obras irregulares antes que os invasores terminem a construção das edificações.

“A nossa tarefa é justamente coibir essas ocupações que são irregulares. As ações vão continuar”, garantiu o Secretário de Infraestrutura, Tinho. Ainda de acordo com Secretário, as ações devem continuar nas próximas semanas.

“É bom não deixarem ocupar mesmo para que isso não se transforme numa habitação sem condições ideais”, afirmou um morador da localidade há 10 anos e que preferiu não se identificar.

Segundo a polícia civil, alguns pessoas estão vendendo áreas públicas a pessoas desinformadas. “Estamos pedindo à população que denuncie e preste queixa” comenta o delegado Larocca. Desde o início do ano a prefeitura vem removendo cercas e construções em áreas públicas.

Vários servidores foram mobilizados durante o dia para as ações da prefeitura. Além dos Secretários de Agricultura e Meio Ambiente, Mica, Jorge Robson atual diretor de projetos do setor de meio ambiente, estiveram presentes a Polícia Militar, sob o comando do Tenente Barreto e o Delegado Marcos Larocca e o agente da Civil Ramiro.
ASCOM – Prefeitura Municipal de Maraú

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Complete a matemática para poder acessar *