Comissão da Verdade na Bahia quer volta das investigações sobre tortura na ditadura militar

Ex-deputado Sebastião Nery disse que a Base Aérea de Salvador servia à ditadura
0 95

O presidente da Comissão da Verdade da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Marcelino Galo (PT), propõe nesta quarta-feira (23) a abertura das investigações de casos de tortura e violação dos direitos humanos pelo regime militar no estado. Gallo quer que o grupo da Alba priorize os trabalhos na Base Aérea de Salvador onde houve a queima de arquivos secretos da ditadura militar, denunciado em 12 de dezembro de 2004, em reportagem exibida no programa Fantástico, da Rede Globo. Parte dos documentos foi levada pela equipe de reportagem e entregue ao Ministério da Justiça, mas há ainda papéis confidenciais em posse do grupo Tortura Nunca Mais. No material, relatórios sobre a atuação de parlamentares e religiosos suspeitos de envolvimento com organizações de esquerda. Gallo também ouviu o ex-deputado Sebastião Nery que declarou que a Base Aérea era o foco dos conspiradores baianos ligados aos militares. Nery também afirmou que a base servia como quartel-general dos principais envolvidos no golpe contra o governo do presidente João Goulart. Segundo o também jornalista, entre envolvidos, estavam políticos e empresários. (Bahia Noticias).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Complete a matemática para poder acessar *